Warning: mysqli_num_fields() expects parameter 1 to be mysqli_result, boolean given in /home/livin086/public_html/wp-includes/wp-db.php on line 3023

Tendência: vai ter muito paetê para a primavera/verão 2018!

Quem está acompanhando os desfiles das semanas de moda internacionais? Depois de NY e no meio do caminho em Londres, já deu para notar (muito de longe!) que o paetê caiu nas graças das marcas: tem para todos os estilos, em todas as cores e lindo, sempre lindo! Pode vir paetê!

Tendência: vai ter muito paetê para a primavera/verão 2018!

Eu sigo perdidamente apaixonada com a combinação vestido de alcinha prata e blazer amarelo-ovo de Oscar de la Renta! O duo inusitado de cores – o prata é moderno e frio e o amarelo é tão solar – e estilo das peças ficou demais e usável na vida. Os vestidos são o carro-chefe da volta em peso dos paetês, que bordam de cima a baixo, sem economia!

Os desfiles são de primavera/verão 2018 (que no hemisfério norte começa em junho) mas no Emmy que aconteceu ontem (17 setembro) já teve vestidões bordados, (Tracee Ellis Ross, Lea Michele, Sarah Paulson que usou o Carolina Herrera prata entre outras) portanto use já o que você tiver paetizado, e para as que adoram um brilho (eu, eu!), dá para comprar mais algum sem culpa!

09_11_LG picasion.com_c16252e20183a758a968b0af9e06adc6

Dê um toque inusitado no décor com pequenas peças de design

Tenho adorado cada vez mais aquele detalhe que prende nosso olhar na decoração, muitas vezes sutil mas que ao mesmo tempo não passa despercebido, dando graça e personalidade. O apartamento da minha amiga Camila Cilento, em NY, é cheio desses “brindes” que encantam!

Para trazer essas preciosidades para a casa, aposte em pequenas peças de design: uma luminária diferente, uma banqueta divertida, uma peça inusitada. Mais acessível que um móvel, esses pequenos objetos dão um grande efeito. Veja uma seleção primorosa na Theodora Home!

EXTRA! Para comemorar o dia do cliente, a loja está com desconto de 24% e + 5% para pagamentos à vista! Digite o código DIADOCLIENTE17 no final da compra e aproveite! Vale só hoje!

Eu sou apaixonada pelas peças da Nara Ota, já falei várias vezes aqui e acho que são tão especiais, que mesmo suas acrobatas sendo pequeninas, dão um charme sem tamanho! Também adoro as peças da A Menor loja do Mundo, bem nessa mesma linha. A Theodora tem trazido cada vez mais objetos assim, com um detalhe inusitado que deixa a peça diferente de tudo que você já viu: as palavras cool e hello são super bacanas para qualquer ambiente e traz um toque de design para a decoração. Me encantei com as luminárias com base de mármore, os guardanapos de boquinha vermelha (a ideia do post veio por causa deles!), a mesinha lateral com pé de corrente…

Dá para deixar a decoração da casa com mais personalidade e interessante, além de irresistível!

À procura da felicidade: 7 dicas e truques para uma vida mais feliz

Uma das matérias mais bacanas que li ultimamente: a revista Superinteressante de setembro estampa na capa Como construir a sua felicidade baseados em estudos científicos – e tem revelações bem interessantes, além daqueles clichês que a gente não cansa de ler nos livros de autoajuda, mas agora com um boost da ciência.

Adorei as dicas que deram e fiz um resumo que pode ser valioso para criar uma vida mais feliz. Para começar já!

À procura da felicidade: 7 dicas e truques para criar memórias felizes

Antes de mais nada, a reportagem explica algo muito novo e importante: como o nosso cérebro registra o tempo – e que é justamente isso o maior empecilho para a felicidade. Para a nossa massa cinzenta, praticamente não existe tempo presente: ele dura apenas 3 segundos! Você piscou e aquele momento já é considerado passado para o cérebro. “Para que nos sintamos felizes no presente, algo de bom teria de acontecer conosco o tempo todo” diz a matéria. O truque já começa aqui: seria preciso então mexer no passado, já que somos feitos praticamente de memórias, criando lembranças mais felizes, que nos trarão uma sensação de felicidade toda vez que vierem à tona. Mas não é só isso: conheça mais nos 7 truques e dicas a seguir:

À procura da felicidade: 7 dicas e truques para criar memórias felizes

Acho essa a dica mais importante – e também por ser um fato que provavelmente todo mundo desconhece: “nosso bem-estar é determinado por acontecimentos recentes”, diz a matéria na Superinteressante. Para exemplificar bem isso, dois pacientes fizeram uma colonoscopia numa época em que esse exame era muito dolorido. No paciente A, o exame foi mais longo, já iniciando com mais dor e finalizando com menos sofrimento. No B, o contrário: um exame mais tranquilo mas que no final houve um pico de dor. Na teoria, o paciente A sofreu muito mais, mas quando perguntaram quem teve a pior experiência, o paciente B, aquele que só sofreu no final, foi quem mais reclamou. Ou seja: nossa felicidade é influenciada pelos últimos acontecimentos, os mais recentes, de uma experiência. Portanto, comece o dia pelas tarefas mais desagradáveis e termine fazendo o que gosta, seja saindo com os amigos, jantando o que adora, assistindo um bom filme. No final, é isso que fica na nossa memória.

À procura da felicidade: 7 dicas e truques para criar memórias felizes

Outra boa dica que com certeza a gente nunca parou pra pensar: fatie o tempo para multiplicar os bons momentos. A revista dá como exemplo as férias, em vez de tirar os 30 dias de uma só vez, divida em 2 e vá para dois lugares diferentes. Assim, o cérebro vai se lembrar de duas experiências e não quanto tempo você ficou em cada uma delas. E a aquela sensação de que aproveitou melhor a sua vida.

À procura da felicidade: 7 dicas e truques para criar memórias felizes

Primeiro clichê! A gente sabe – oh e como sabe – mas talvez seja a hora de investir mais nisso mesmo, nas experiências e não nas coisas. Porque são elas que ficam gravadas na memória: viagens, um jantar com amigos, comemorações, momentos especiais, um show inesquecível. Tudo isso resulta naquela sensação que acabamos de falar sobre um passado, uma vida que foi aproveitada. Para te convencer melhor, fique com essa frase da reportagem: “O terceiro par de tênis no armário não tem o menor impacto.”

À procura da felicidade: 7 dicas e truques para criar memórias felizes

Já dizia Dante Alighieri: comédia = tragédia + tempo. Toda experiência que acaba mal, com o tempo, o cérebro vai transformá-la em algo bom, seja como aprendizado, como uma boa história para contar ou até para ajudar a formar o caráter no futuro. E quanto mais o tempo passa, menos dolorosa fica a lembrança.

À procura da felicidade: 7 dicas e truques para criar memórias felizes

Imprevistos e problemas e dias ruins acontecem pra todo mundo. O que realmente é determinante para sua felicidade é o quão rápido você os supera – o psiquiatra que afirma isso tem um documentário disponível no Netflix chamado Happy. Segundo ele, nosso cérebro parte logo para a segunda melhor opção disponível quando a primeira dá errado, evitando que a gente caia automaticamente em depressão. Ter uma visão positiva mais do que ajuda: pessimistas vão sofrer muito mais quando algo der errado, os otimistas recebem o recado e partem para a próxima. Não perca seu precioso tempo remoendo. Vale praticar um pouquinho todo dia.

À procura da felicidade: 7 dicas e truques para criar memórias felizes

Clichê 2 – na verdade, na revista diz “mude a rotina” e eu preferi colocar “anime”, afinal, rotina já diz que é algo habitual, mecânico e faz parte da vida, você só precisa deixá-la um pouco mais interessante, acrescentando – lá vem ela, de novo – experiências. Almoce em um lugar diferente, mude o caminho que está acostumado a fazer todo dia, mude alguma coisa, qualquer coisa para não deixar seu dia, seu ano com a mesma cara. Se lembre dessa frase: “Não viva 75 vezes o mesmo ano e chame isso de vida.” Deu pra entender né? Tempo passa…

 

À procura da felicidade: 7 dicas e truques para criar memórias felizes

Já ouviu falar em Flow? Li pela primeira vez no ótimo livro “Como encontrar o trabalho da sua vida”, da The School of Life. Flow é um estado de imersão completo em algo que você esteja fazendo. Tudo ao redor emudece, o tempo desaparece e só existe você e a atividade que está realizando. Isso acontece porque usamos o limite da nossa capacidade cerebral – que é de 110 bits de informação por segundo, segundo o psicólogo húngaro que deu o nome de Flow. E esse envolvimento total gera uma sensação de felicidade – artistas e atletas são experts em alcançar o flow, mas ele pode ser conseguido através de qualquer atividade (desde que você seja bem experiente nela), basta ter a concentração plena e um algo que esteja te desafiando naquele momento. Tanto na matéria da Superinteressante quanto no livro Como encontrar o trabalho da sua vida, frisa-se que é preciso buscar tarefas mais desafiadoras, se não for possível no seu trabalho, que seja num hobby.

Para finalizar, a matéria reforça que, para o corpo, estado de total felicidade é percebido como um estresse, com direito a coração acelerado e outras emoções sentidas literalmente na pele. Por isso seria impraticável sentir isso o tempo todo. Colecionar bons momentos já garante uma vida com jeito de bem vivida. É o que deixa tudo mais precioso.

Eu li a versão digital da Superinteressante no aplicativo Go Read, que te dá acesso a dezenas de revistas por uma assinatural mensal de pouco mais de R$ 20, super recomendo!